Copom eleva juro real para 8%, disparado o mais alto do mundo

22-7-16 juros BC

Interino Temer entre o presidente do BC e Meirelles: "não há espaço para flexibilização"

 

BC de Temer mantém taxa básica de juros (Selic) em 14,25% ao ano

 

 

Pela oitava reunião consecutiva, o Comitê de Política Monetária (Copom) do Banco Central – com nova diretoria - decidiu na quarta-feira (20) manter a taxa básica de juros (Selic) em 14,25% ao ano, o maior patamar em dez anos.

Em um longo comunicado divulgado após a reunião, o Banco Central afirmou: “Tomados em conjunto, o cenário básico e o atual balanço de riscos indicam não haver espaço para flexibilização da política monetária”. Ou seja, os juros vão continuar na lua.

Levantamento do site MoneYou e pela Infinity Asset Management, na média das 40 maiores economias a taxa real de juros está negativa em -1,5% ao ano. 20 países estão com taxas negativas e 11 com taxas menores que 1,00%. O Brasil é o campeão mundial (8,00%), seguido da Rússia (2,98%), Indonésia (2,38%) e China (2,30%). A taxa dos Estados Unidos é de -1,99%, o que dá um diferencial de juros em relação ao Brasil de 9,99%. Essa brutal diferença de juros facilita o “carry trade”, a especulação com real.

A reunião do Copom aconteceu em meio da maior recessão dos últimos 25 anos. Após a queda de 3,8% do Produto Interno Bruto (PIB) em 2015, para este ano a estimativa é de um recuo de 3,3%. Mas mesmo assim o BC agora comandado por Ilan “Itaú” Goldfajn decidiu manter os juros mais altos do mundo e ainda dizendo que não há espaço para sua redução.

No final de junho, ele disse que seu objetivo é atingir o centro da meta (4,5%) da inflação, o que pelo andar da carruagem significa manter os juros altos. Em 12 meses encerrados em junho, a inflação medida pelo Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE) somou 8,84%, quase o dobro do centro da meta definido pelo Conselho Monetário Nacional (CMN), o que demonstra que manter os juros em 14,25% desde julho do ano passado não serviu para baixar a inflação.

No comunicado, o BC apontou o que chamou de riscos domésticos, como a inflação acima do esperado no curto prazo, decorrente, principalmente, de preços de alimentos, pode se mostrar persistente; as incertezas quanto à aprovação e implementação dos ajustes necessários na economia permanecem; e um período prolongado com inflação alta e com expectativas acima da meta pode reforçar mecanismos inerciais e retardar o processo de queda da inflação.

A decisão do Copom de manter a Selic em 14,25% desagradou trabalhadores (v. página 5) e empresários. Para a Confederação Nacional da Indústria (CNI), a expectativa “é que a próxima reunião do Comitê de Política Econômica do Banco Central (Copom) inaugure o ciclo de redução dos juros. A manutenção da taxa Selic em 14,25% ao ano, decidida nesta quarta-feira, 20 de julho, representa mais um entrave à retomada da atividade econômica, pois encarece o crédito para os consumidores e as empresas, desestimulando o consumo e os investimentos”.

A Federação do Comércio de Bens, Serviços e Turismo do Estado de São Paulo (FecomercioSP) “espera ainda que se mantenham as condições ideais para a redução contínua dos juros, entendendo que a economia está estrangulada por impostos demais e juros que permanecem muito elevados, mesmo diante de um quadro de acentuada crise com quedas do PIB superiores a 4% ao ano. A FecomercioSP deseja e acredita que a estrutura de juros caia em breve para que o comércio, os setores de turismo e de serviços possam começar a respirar um pouco mais aliviados”.

“Evidentemente, a taxa nesse patamar elevado leva a perspectiva de um novo gasto bilionário neste ano em juros da dívida. É como se o BC estivesse de costas viradas para necessária retomada do crescimento e olhando apenas para um lado, o de levar a inflação para o centro da meta”, disse o presidente do Conselho Federal de Economia, Júlio Miragaya.

O governo interino anunciou que vai propor ao Congresso uma “autonomia técnica” para o Banco Central, sem previsão de mandatos fixos para presidente e diretores da instituição, mas com foro privilegiado no Supremo Tribunal Federal (STF) para toda a diretoria, que ninguém é de ferro.

Fonte: Valdo Albuquerque, do jornal Hora do Povo

 

Carteirinha da UMES

 

icone-carteirinha-umes

 

icone-guia-de-descontos-umes

 

 

 

Informações

 

icone-gremio-estudantil

 

CPCUmesFilmes Logo fundo branco

 

 

 

Parceiros

 

sptrans

 

 

logo zumbi faculdade comunitaria

 

 

casa mestre ananias

 

 

 

Fique bem informado

 

hp

 

 

icone-apeoesp

 

 

icone-campanha-educacao

 

 

portal do bixiga

 

pornoimpala.info pornopingvin.com
Yurtdışı Eğitim Makedonya Avrupa Üniversitesi Makedonya Eğitim Saraybosna Üniversitesi Saraybosna Üniversitesi Saraybosna Üniversitesi Saraybosna Üniversitesi Saraybosna Üniversitesi Bosna Hersek Üniversiteleri Bosna Hersek Üniversiteleri Bosna Hersek Üniversiteleri Bosna Hersek Üniversiteleri Bosna Hersek Üniversiteleri Travnik Üniversitesi Travnik Üniversitesi Travnik Üniversitesi Saraybosna Üniversiteleri Makedonya Üniversiteleri Struga Üniversitesi Kiril Metodi Üniversitesi Bulgaristanda Eğitim Bulgaristanda Eğitim Bulgaristan Üniversiteleri Bulgaristan Üniversitesi Bulgaristan Üniversiteleri Ukrayna Üniversiteleri Ukrayna Üniversiteleri Ukraynada Üniversite Ukrayna Üniversiteleri Malta Dil Okulları Gürcistan üniversiteleri Gürcistan Eğitim Malta Dil Okulu Malta Nerede ingiltere Dil Okulları ESE Malta Dil Okulu Лазерна Епилация Пловдив Лазерна Епилация Пловдив Лазерна Епилация Пловдив Лазерна Епилация Пловдив