3ª. Mostra Mosfilm trará ao Brasil “Alexandre Nevsky” restaurado

 

29-7-16 Aleksandr Nevskialeksandr

 

Inteiramente restaurado em 2015, “Aleksandr Nevsky”, obra-prima de Serguey Eisenstein, abrirá a mostra que será realizada na Cinemateca Brasileira, em São Paulo, entre os dias 22 e 27 de novembro, e, em Porto Alegre, na Casa de Cultura Mário Quintana, entre os dias 24 de novembro e 03 de dezembro.

Como nas mostras anteriores, promovidas em 2014 e 2015 pelo Centro Popular de Cultura da União Municipal dos Estudantes Secundaristas de São Paulo (CPC-UMES), os 10 filmes selecionados abarcam produções de diferentes épocas e gêneros, realizadas pelo maior e mais antigo estúdio de cinema da Rússia.

Fundado em 1924, o Mosfilm possui um acervo de 2500 obras da era soviética e pós- soviética, cuja grande maioria é inédita no Brasil.

“Os filmes desta terceira mostra estão escolhidos. Agora estamos trabalhando na criação das legendas”, informa Bernardo Torres do CPC-UMES Filmes, que firmou contrato em 2014 para distribuição em DVD e Blu-Ray no Brasil das produções do Mosfilm. “Salvo uma ou outra exceção, os filmes que temos apresentado nas mostras são uma avant-première dos DVDs que vamos lançar no ano seguinte”, completa Susana Lischinsky.

 

Os filmes selecionados para a 3ª. Mostra Mosfilm são os seguintes:

 

Aleksandr Nevski – Serguey Eisenstein (1938), 112 min.

Na primeira metade do século 13, o príncipe russo Alexandr Nevsky organiza um exército popular que derrota a invasão dos ancestrais das hordas hitleristas, os Cavaleiros Teutônicos. Com trilha musical de Prokofiev, o filme foi cuidadosamente restaurado em 2015.

Noite de Inverno em Gagra – Karen Shakhnazarov (1985), 85 min.

Ex-famoso dançarino de sapateado leva uma vida discreta, mas sonha em repetir o sucesso dos anos 50. A oportunidade virá quando o programa de

TV  "Nomes Esquecidos" informa que ele não está mais vivo!

O Quadragésimo Primeiro – Grigori Chukhray (1956), 90 min.

Exímia atiradora do Exército Vermelho, com cartel de 40 inimigos abatidos, Mariutka se apaixona por prisioneiro sob sua escolta, o tenente Nikolaievich

do Exército Branco. Filme de estreia de Grigori Chukhray, baseado na obra de Boris Lavrenyov. A primeira adaptação do romance foi dirigida por Yakov Protazanov em 1927.

Arsenal – Aleksandr Dovzhenko (1928), 73 min.

No segundo filme da trilogia silenciosa de Dovzhenko, que compreende “Zvenígora”, “Arsenal” e “Terra”, veteranos bolcheviques da 1ª. Guerra Mundial promovem o levante dos operários da fábrica de armamentos Arsenal contra o governo burguês de Kiev, por uma Ucrânia soviética.

Boris Godunov – Serguey Bondarchuk (1986), 140 min.

Bondarchuk estrela e dirige a tragédia escrita por Pushkin, ambientada nos anos 1598-1605, às vésperas da “era das perturbações”. O tema, também compartilhado pela ópera de Mussorgsky, é a ascensão e queda do czar Boris Godunov frente a um jovem monge que se faz passar pelo filho do czar Ivan IV, o Terrível.

O Conto do Czar Saltan - Aleksandr Ptushko (1966), 82 min.

Imortalizado na ópera de Rimsky-Korsakov, o poema de Aleksandr Pushkin sobre uma rainha traída pelas irmãs invejosas e exilada em uma ilha mágica com seu filho, recebe a adaptação do mestre dos efeitos especiais, cujas animações se integram à realidade com rara inteligência e leveza. 

Solaris – Andrei Tarkovsky (1972), 166 min.

Grande Prêmio do Júri e Prêmio da Crítica Internacional, no Festival de Cannes, em 1972, Solaris conta a história da investigação sobre um planeta dotado de inteligência capaz de penetrar no íntimo dos seres humanos e materializar clones de suas mais secretas lembranças.

Um Acidente de Caça – Emil Loteanu (1978), 105 min.

Adaptado da novela de Anton Chekhov, publicada como folhetim em 1884-85 e considerada precursora do romance policial psicológico, o filme penetra

no vazio moral da aristocracia decadente ao narrar o drama da jovem Olga, cobiçada por três homens de meia-idade.

 A Estrela - Nikolai Lebedev (2002), 97 min.

Grupo especial do Exército Vermelho – codinome, A Estrela - é enviado a uma missão de reconhecimento atrás das linhas inimigas, no verão de 1944.  Refilmagem do romance homônimo de Emmanuil Kazakevich, publicado em 1947, com sucesso instantâneo de público e crítica.

Cossacos do Kuban - Ivan Pyryev (1949), 115 min.

Nas estepes do rio Kuban, dois kolkhozes (cooperativas agrícolas) competem para ver quem consegue colher mais trigo. Realizado em cores, “Cossacos do Kuban” foi a maior produção musical do cinema soviético. 

 

Fonte: Hora do Povo

 

Carteirinha da UMES

 

icone-carteirinha-umes

 

icone-guia-de-descontos-umes

 

 

 

Informações

 

icone-gremio-estudantil

 

CPCUmesFilmes Logo fundo branco

 

 

 

Parceiros

 

sptrans

 

 

logo zumbi faculdade comunitaria

 

 

casa mestre ananias

 

 

 

Fique bem informado

 

hp

 

 

icone-apeoesp

 

 

icone-campanha-educacao

 

 

portal do bixiga

 

pornoimpala.info pornopingvin.com
Yurtdışı Eğitim Makedonya Avrupa Üniversitesi Makedonya Eğitim Saraybosna Üniversitesi Saraybosna Üniversitesi Saraybosna Üniversitesi Saraybosna Üniversitesi Saraybosna Üniversitesi Bosna Hersek Üniversiteleri Bosna Hersek Üniversiteleri Bosna Hersek Üniversiteleri Bosna Hersek Üniversiteleri Bosna Hersek Üniversiteleri Travnik Üniversitesi Travnik Üniversitesi Travnik Üniversitesi Saraybosna Üniversiteleri Makedonya Üniversiteleri Struga Üniversitesi Kiril Metodi Üniversitesi Bulgaristanda Eğitim Bulgaristanda Eğitim Bulgaristan Üniversiteleri Bulgaristan Üniversitesi Bulgaristan Üniversiteleri Ukrayna Üniversiteleri Ukrayna Üniversiteleri Ukraynada Üniversite Ukrayna Üniversiteleri Malta Dil Okulları Gürcistan üniversiteleri Gürcistan Eğitim Malta Dil Okulu Malta Nerede ingiltere Dil Okulları ESE Malta Dil Okulu Лазерна Епилация Пловдив Лазерна Епилация Пловдив Лазерна Епилация Пловдив Лазерна Епилация Пловдив