Brasil tem melhor campanha da história e conquista ouro inédito

24-8-16 Olimpíadas

 

Brasil finalizou Olimpíadas com ouro no futebol, voleibol e muita música popular 

 

Com medalhas de ouro no futebol e no voleibol masculinos, o Brasil fechou as Olimpíadas Rio 2016 com 7 ouros, 6 pratas e 6 bronzes, sua melhor performance na história dos jogos, 13ª colocação, ficando perto de atingir o top 10 no quadro de medalhas estabelecido após Londres 2012.

Com o Maracanã lotado, com direito ao supercampeão jamaicano Usain Bolt na torcida, o Brasil venceu a Alemanha nos pênaltis (5 a 4), após 120 minutos de bola em jogo, e conquistou a medalha de ouro nos jogos olímpicos, até então o único título que não havia sido conquistado pela Seleção Canarinho.

A conquista coroou com chave de ouro, com o perdão do trocadilho, uma campanha que começou claudicante – sonolentos empates em 0 a 0 contra África do Sul e  Iraque (!?!) -, mas que cresceu de forma fulminante, principalmente com as entradas dos gremistas Wallace e Luan, liberando Renato Augusto para a armação e aproximando o meio campo com o ataque.

Com a Seleção pressionando no ataque, Neymar abriu o placar aos 25 minutos do primeiro tempo com um golaço de falta e comemoração com o gesto do raio de Bolt. Na segunda etapa, a equipe de Rogério Micale recuou e Meyer empatou aos 13. As duas equipes criaram chances de gols, mas o jogo acabou em empate, inclusive na prorrogação.

Nos pênaltis, quatro cobranças perfeitas para cada lado. Renato Augusto, Marquinhos, Rafinha e Luan para o Brasil. Ginter, Gnabry, Brandt e Suele para a Alemanha. Aí brilhou Weverton defendendo a cobrança de Petersen e Neymar cravou o seu. Ouro inédito para o Brasil. 

Vôlei masculino – Com três a zero sobre a Itália (25/22, 28/26 e 26/24), a seleção masculina de vôlei ganhou sua terceira medalha de ouro (1992, 2004 e 2016), após duas medalhas de prata (2008 e 2012). Assim, o Brasil acumula dez medalhas olímpicas no vôlei. Os sets começaram de forma idêntica: com saques potentes, a Itália saía na frente, dando a impressão de disparar, mas o Brasil equilibrava e fechava a conta. O líbero Serginho foi leito o melhor jogador da competição. Ele participou de todas as conquistas desde 2004. Bruninho (levantador), Wallace (oposto) e Lucarelli (ponta-passador) também fizeram parte dos melhores do torneio. O técnico Bernardinho conquistou a sexta medalha consecutiva, somando os dois bronzes com a seleção feminina (Atlanta 1996 e Sydney 2000). 

ENCERRAMENTO 

Também no final de semana, o Brasil conquistou o bronze no taekwondo, com Maicon Siqueira e completou o desfecho da vitória brasileira com uma belíssima Cerimônia de Encerramento, encantando o mundo com o melhor da música popular brasileira, nordestina, com ao clássico Asa Branca, de Luiz Gonzaga, embalando os bonecos de barro, o frevo pernambucano e outros, como Chiclete com banana (de Jackson do Pandeiro), O canto da ema (de Alventino Cavalcanti, Aires Viana e João do Vale, imortalizada por Jackson), A cantiga do sapo (de Jackson do Pandeiro e Buco do Pandeiro) e Sebastiana (de Rosil Cavalcanti). A festa terminou com marchinhas tradicionais e um grande baile de carnaval que contou com carro alegórico e famosos blocos de ruas, como o Cordão do Bola Preta.

A Cerimônia não teve nem Dilma, nem Temer, que enviou em seu lugar o prefeito nervosinho, Eduardo Paes, que não escapou das vaias.

Em seu discurso empolgado, Carlos Arthur Nuzman, presidente do Comitê Olímpico Brasileiro (COB), parabenizou todos os brasileiros pelo feito das Olimpíadas: “Valeu a pena cada segundo, cada minuto, cada dia, cada ano, graças a vocês”. “Todos os brasileiros são heróis olímpicos. A torcida do Brasil tem a medalha de ouro”, disse Nuzman, bastante aplaudido. 

CONQUISTAS 

Nos últimos dias antes do encerramento, o Brasil conquistou diversas medalhas desde nossa última edição. Veja abaixo essas conquistas e também o conjunto de medalhas obtidas pelo Brasil no conjunto da competição: 

Vela – Filhas de velejadores, a dupla Martine Grael e Kahena Kunze ganhou a medalha de ouro na classe 49erFX, modelo de estreia em olimpíada. Martine é filha de Torben Grael, dono de cinco medalhas olímpicas (duas de ouro, uma de prata e duas de bronze), e Kahena, de Cláudio Kunze, campeão mundial junior da classe Pinguim.  

Vôlei de praia – A dupla Alison/Bruno Schmidt bateu a dupla italiana Nicolai/Lupo por 2 a 0 (21/19 e 21/17) e conquistou mais um ouro para o Brasil, levando a torcida ao delírio sob chuva na arena de Copacabana, repetindo o feito de 12 anos atrás de Ricardo e Emanuel, em Atenas. 

Canoagem – Juntamente com Erlon de Souza, o canoísta Isaquias Queiroz ganhou a medalha de prata na C2-1000m, sua terceira medalha em uma só olimpíada. Antes, já havia ganho prata na categoria C1-1000m e bronze, na C1-200m.

Medalhistas do Brasil – Ouro: Rafaela Silva (judô), Thiago Braz (salto com vara), Robson Conceição (boxe), Martine Grael/Khaena Kunze (vela),Alison/Bruno Schmidt (vôlei de prata), futebol masculino e vôlei masculino. Prata: Felipe Wu (tiro esportivo), Diego Hypólito (ginástica/solo), Arthur Zanetti (ginástica/argolas), Agatha/Bárbara (vôlei de praia) e Izaquias Queiroz/Erlon Souza (canoagem). Bronze: Mayra Aguiar (judô), Rafael Silva(judô), Arthur Nory (ginástica/solo), Poliana Okimoto (maratona aquática),Isaquias Queiroz (canoagem) e Maicon Siqueira (taekwondo).

Rússia – Mesmo com a exclusão de 118 atletas dos 389 inicialmente inscritos, a Rússia alcançou o 4º lugar no quadro geral de medalhas, sendo 19 de ouro, 18 de prata e 19 de bronze, totalizando 56 medalhas, ficando à frente de países como Alemanha, Japão, França, Itália, países que chaleiraram, juntamente com os EUA, o chamado relatório McLaren, a base da exclusão dos atletas russo, inclusive Yelena Isinbayeva, bicampeã olímpica no salto com vara, que nunca teve uma única acusação de doping em toda a sua carreira. Isinbayeva, aliás, foi eleita com 1.365 votos para a comissão de atletas do Comitê Olímpico Internacional (COI) e foi ovacionada no Maracanã, ao ser anunciada.

 

Fonte: Valdo Albuquerque da Hora do Povo

 

Brasil tem melhor campanha da história e conquista ouro inédito 

Brasil finalizou Olimpíadas com ouro no futebol, voleibol e muita música popular 

Com medalhas de ouro no futebol e no voleibol masculinos, o Brasil fechou as Olimpíadas Rio 2016 com 7 ouros, 6 pratas e 6 bronzes, sua melhor performance na história dos jogos, 13ª colocação, ficando perto de atingir o top 10 no quadro de medalhas estabelecido após Londres 2012.

Com o Maracanã lotado, com direito ao supercampeão jamaicano Usain Bolt na torcida, o Brasil venceu a Alemanha nos pênaltis (5 a 4), após 120 minutos de bola em jogo, e conquistou a medalha de ouro nos jogos olímpicos, até então o único título que não havia sido conquistado pela Seleção Canarinho.

A conquista coroou com chave de ouro, com o perdão do trocadilho, uma campanha que começou claudicante – sonolentos empates em 0 a 0 contra África do Sul e  Iraque (!?!) -, mas que cresceu de forma fulminante, principalmente com as entradas dos gremistas Wallace e Luan, liberando Renato Augusto para a armação e aproximando o meio campo com o ataque.

Com a Seleção pressionando no ataque, Neymar abriu o placar aos 25 minutos do primeiro tempo com um golaço de falta e comemoração com o gesto do raio de Bolt. Na segunda etapa, a equipe de Rogério Micale recuou e Meyer empatou aos 13. As duas equipes criaram chances de gols, mas o jogo acabou em empate, inclusive na prorrogação.

Nos pênaltis, quatro cobranças perfeitas para cada lado. Renato Augusto, Marquinhos, Rafinha e Luan para o Brasil. Ginter, Gnabry, Brandt e Suele para a Alemanha. Aí brilhou Weverton defendendo a cobrança de Petersen e Neymar cravou o seu. Ouro inédito para o Brasil. 

Vôlei masculino – Com três a zero sobre a Itália (25/22, 28/26 e 26/24), a seleção masculina de vôlei ganhou sua terceira medalha de ouro (1992, 2004 e 2016), após duas medalhas de prata (2008 e 2012). Assim, o Brasil acumula dez medalhas olímpicas no vôlei. Os sets começaram de forma idêntica: com saques potentes, a Itália saía na frente, dando a impressão de disparar, mas o Brasil equilibrava e fechava a conta. O líbero Serginho foi leito o melhor jogador da competição. Ele participou de todas as conquistas desde 2004. Bruninho (levantador), Wallace (oposto) e Lucarelli (ponta-passador) também fizeram parte dos melhores do torneio. O técnico Bernardinho conquistou a sexta medalha consecutiva, somando os dois bronzes com a seleção feminina (Atlanta 1996 e Sydney 2000). 

ENCERRAMENTO 

Também no final de semana, o Brasil conquistou o bronze no taekwondo, com Maicon Siqueira e completou o desfecho da vitória brasileira com uma belíssima Cerimônia de Encerramento, encantando o mundo com o melhor da música popular brasileira, nordestina, com ao clássico Asa Branca, de Luiz Gonzaga, embalando os bonecos de barro, o frevo pernambucano e outros, como Chiclete com banana (de Jackson do Pandeiro), O canto da ema (de Alventino Cavalcanti, Aires Viana e João do Vale, imortalizada por Jackson), A cantiga do sapo (de Jackson do Pandeiro e Buco do Pandeiro) e Sebastiana (de Rosil Cavalcanti). A festa terminou com marchinhas tradicionais e um grande baile de carnaval que contou com carro alegórico e famosos blocos de ruas, como o Cordão do Bola Preta.

A Cerimônia não teve nem Dilma, nem Temer, que enviou em seu lugar o prefeito nervosinho, Eduardo Paes, que não escapou das vaias.

Em seu discurso empolgado, Carlos Arthur Nuzman, presidente do Comitê Olímpico Brasileiro (COB), parabenizou todos os brasileiros pelo feito das Olimpíadas: “Valeu a pena cada segundo, cada minuto, cada dia, cada ano, graças a vocês”. “Todos os brasileiros são heróis olímpicos. A torcida do Brasil tem a medalha de ouro”, disse Nuzman, bastante aplaudido. 

CONQUISTAS 

Nos últimos dias antes do encerramento, o Brasil conquistou diversas medalhas desde nossa última edição. Veja abaixo essas conquistas e também o conjunto de medalhas obtidas pelo Brasil no conjunto da competição: 

Vela – Filhas de velejadores, a dupla Martine Grael e Kahena Kunze ganhou a medalha de ouro na classe 49erFX, modelo de estreia em olimpíada. Martine é filha de Torben Grael, dono de cinco medalhas olímpicas (duas de ouro, uma de prata e duas de bronze), e Kahena, de Cláudio Kunze, campeão mundial junior da classe Pinguim.  

Vôlei de praia – A dupla Alison/Bruno Schmidt bateu a dupla italiana Nicolai/Lupo por 2 a 0 (21/19 e 21/17) e conquistou mais um ouro para o Brasil, levando a torcida ao delírio sob chuva na arena de Copacabana, repetindo o feito de 12 anos atrás de Ricardo e Emanuel, em Atenas. 

Canoagem – Juntamente com Erlon de Souza, o canoísta Isaquias Queiroz ganhou a medalha de prata na C2-1000m, sua terceira medalha em uma só olimpíada. Antes, já havia ganho prata na categoria C1-1000m e bronze, na C1-200m.

Medalhistas do Brasil – Ouro: Rafaela Silva (judô), Thiago Braz (salto com vara), Robson Conceição (boxe), Martine Grael/Khaena Kunze (vela),Alison/Bruno Schmidt (vôlei de prata), futebol masculino e vôlei masculino. Prata: Felipe Wu (tiro esportivo), Diego Hypólito (ginástica/solo), Arthur Zanetti (ginástica/argolas), Agatha/Bárbara (vôlei de praia) e Izaquias Queiroz/Erlon Souza (canoagem). Bronze: Mayra Aguiar (judô), Rafael Silva(judô), Arthur Nory (ginástica/solo), Poliana Okimoto (maratona aquática),Isaquias Queiroz (canoagem) e Maicon Siqueira (taekwondo).

Rússia – Mesmo com a exclusão de 118 atletas dos 389 inicialmente inscritos, a Rússia alcançou o 4º lugar no quadro geral de medalhas, sendo 19 de ouro, 18 de prata e 19 de bronze, totalizando 56 medalhas, ficando à frente de países como Alemanha, Japão, França, Itália, países que chaleiraram, juntamente com os EUA, o chamado relatório McLaren, a base da exclusão dos atletas russo, inclusive Yelena Isinbayeva, bicampeã olímpica no salto com vara, que nunca teve uma única acusação de doping em toda a sua carreira. Isinbayeva, aliás, foi eleita com 1.365 votos para a comissão de atletas do Comitê Olímpico Internacional (COI) e foi ovacionada no Maracanã, ao ser anunciada.

VALDO ALBUQUERQUE 

 

Carteirinha da UMES

 

icone-carteirinha-umes

 

icone-guia-de-descontos-umes

 

 

 

Informações

 

icone-gremio-estudantil

 

CPCUmesFilmes Logo fundo branco

 

 

 

Parceiros

 

sptrans

 

 

logo zumbi faculdade comunitaria

 

 

casa mestre ananias

 

 

 

Fique bem informado

 

hp

 

 

icone-apeoesp

 

 

icone-campanha-educacao

 

 

portal do bixiga

 

pornoimpala.info pornopingvin.com
Yurtdışı Eğitim Makedonya Avrupa Üniversitesi Makedonya Eğitim Saraybosna Üniversitesi Saraybosna Üniversitesi Saraybosna Üniversitesi Saraybosna Üniversitesi Saraybosna Üniversitesi Bosna Hersek Üniversiteleri Bosna Hersek Üniversiteleri Bosna Hersek Üniversiteleri Bosna Hersek Üniversiteleri Bosna Hersek Üniversiteleri Travnik Üniversitesi Travnik Üniversitesi Travnik Üniversitesi Saraybosna Üniversiteleri Makedonya Üniversiteleri Struga Üniversitesi Kiril Metodi Üniversitesi Bulgaristanda Eğitim Bulgaristanda Eğitim Bulgaristan Üniversiteleri Bulgaristan Üniversitesi Bulgaristan Üniversiteleri Ukrayna Üniversiteleri Ukrayna Üniversiteleri Ukraynada Üniversite Ukrayna Üniversiteleri Malta Dil Okulları Gürcistan üniversiteleri Gürcistan Eğitim Malta Dil Okulu Malta Nerede ingiltere Dil Okulları ESE Malta Dil Okulu Лазерна Епилация Пловдив Лазерна Епилация Пловдив Лазерна Епилация Пловдив Лазерна Епилация Пловдив