facebook INSTA

Professores da rede estadual aprovam indicativo de greve para março

Presidente da Apeoesp reivindica melhores salários, denuncia superlotação e superexploração dos professores temporários

Professores da rede estadual de São Paulo devem anunciar greve a partir de 13 de março, quando se realiza a assembleia estadual da categoria. A presidente do Sindicato dos Professores do Ensino Oficial do Estado de São Paulo (Apeoesp), Maria Izabel Noronha, a Bebel, em entrevista à Rádio Brasil Atual , acusa o fechamento de turmas, a perda de coordenadores pedagógicos e a consequente superlotação das salas de aula. "Desde que o PSDB governa o estado de São Paulo, eles nunca abriram a mão para a educação. Pelo contrário, é sempre uma mão pesada."

A Apeoesp realizou ato público na semana passada, em que explicitava as pautas de reivindicações por melhores condições de trabalho e salários. "Esse ato foi resultado desse descontentamento, dos professores que ficaram sem aula, ou que pegaram aulas mas vão pular por várias escolas, e quem ficou com aula, enfrenta a superlotação", afirma 

"A gente vem, há um tempo, dizendo que ninguém pode dar uma boa aula com 40 alunos por sala, podendo chegar até a 50." A presidenta da Apeoesp denuncia também a redução de 104 mil matriculas, nas redes estadual e municipais. "É muito jovem, muita criança fora da escola. Dizer que foram para a rede privada não é verdade. Não adianta falar de ensino em tempo integral se o jovem não está na escola."

Outra pauta que compõe o cenário de greve é a inexistência de uma política de valorização dos salários dos professores. "Nossos salários vêm com reajuste zero para esse ano", assinala Bebel.

A presidente do sindicato chama a atenção, ainda, para a situação dos professores temporários, a chamada categoria O. "Essa forma de contratação é escravagista. Esse profissional não tem direito a nada. É um profissional, que além de trabalhar um ano inteiro, o que parece um pecado, no ano posterior ele não pode voltar e fica desempregado."

Além de todas essas questões, Bebel prevê ainda um agravamento das condições com a iminente falta de água. "O secretário diz que haveria um plano de contingência, mas não soube me dizer qual. Agora, eu pergunto, como vai haver um plano se não respondem à demanda de toda a sociedade?", questiona.

Fonte: Rede Brasil Atual

Foto: Jordana Mercado - Apeoesp

 

 

Carteirinha da UMES

 

Doc Estudante 2019 UMES fte Alta Cartaz
 

 

Informações

 

CPCUmesFilmes Logo fundo branco

 

 

 

Parceiros 

sptrans

 

  

casa mestre ananias

 

 

 

Fique bem informado

 

hp

 

 

icone-apeoesp

 

 

icone-campanha-educacao

  

  

cropped-capasitecomite-1

Comitê de Luta pela 
Educação Sem Censura

 

   

portal do bixiga

 

 

logo anpof2

Associação Nacional de

Pós-Graduação em Filosofia

 

pornoimpala.info pornopingvin.com
Yurtdışı Eğitim Makedonya Avrupa Üniversitesi Makedonya Eğitim Saraybosna Üniversitesi Saraybosna Üniversitesi Saraybosna Üniversitesi Saraybosna Üniversitesi Saraybosna Üniversitesi Bosna Hersek Üniversiteleri Bosna Hersek Üniversiteleri Bosna Hersek Üniversiteleri Bosna Hersek Üniversiteleri Bosna Hersek Üniversiteleri Travnik Üniversitesi Travnik Üniversitesi Travnik Üniversitesi Saraybosna Üniversiteleri Makedonya Üniversiteleri Struga Üniversitesi Kiril Metodi Üniversitesi Bulgaristanda Eğitim Bulgaristanda Eğitim Bulgaristan Üniversiteleri Bulgaristan Üniversitesi Bulgaristan Üniversiteleri Ukrayna Üniversiteleri Ukrayna Üniversiteleri Ukraynada Üniversite Ukrayna Üniversiteleri Malta Dil Okulları Gürcistan üniversiteleri Gürcistan Eğitim Malta Dil Okulu Malta Nerede ingiltere Dil Okulları ESE Malta Dil Okulu Лазерна Епилация Пловдив Лазерна Епилация Пловдив Лазерна Епилация Пловдив Лазерна Епилация Пловдив