facebook INSTA

Mostra de Cinema Israel-Palestina debate os Caminhos para a Paz

Mostraisraelpalestina

Debatedores, Ualid Rabah, da Federação Palestina (Fepal) e Daniel Douek, do Instituto Brasil-Israel (IBI).
O debate foi mediado por Nathaniel Braia (ao centro) - Foto: Thaynan Diniz/UMES

 

“O sucesso dessa mostra, com certeza, nos levará a outros eventos sobre este tema”, afirmou o presidente da Umes, Lucas Chen

 

A “Mostra de Cinema Israel-Palestina”, organizada pela União Municipal de Estudantes Secundaristas de São Paulo – UMES e o Instituto Brasil-Israel (IBI), com apoio da Federação Árabe Palestina do Brasil (Fepal), teve seu encerramento no domingo, dia 1º, com o filme “Promessas de Um Mundo Novo” dirigido pelo israelense B.Z. Goldberg.

À apresentação do filme seguiu-se um debate com a participação do colaborador do Instituto Brasil-Israel, Daniel Douek (mestre em Letras pelo Programa de Estudos Judaicos e Árabes da USP) e de Ualid Rabah, presidente da Fepal.

Além do filme apresentado no encerramento, a mostra trouxe, nos dois dias anteriores, ao Cine-Teatro ‘Denoy de Oliveira’, uma seleção de mais três filmes que colecionaram prêmios ao trazerem para as telas visões críticas aos interesses, preconceito e estreiteza que mantêm o conflito. Os filmes retratam suas graves consequências para as sociedades israelense e palestina. “Paradise Now”, “Limoeiro” e “Bubble”, foram os exibidos nos dias 29 e 30 de novembro.

DEBATE

No debate, Daniel Douek saudou a mostra e seus idealizadores e ressaltou a capacidade do cinema de “ao imaginar outros mundos, contribuir para criar novas realidades”.

“O sucesso dessa mostra, com certeza, nos levará a outros eventos sobre este tema”, afirmou o presidente da Umes, Lucas Chen

Douek analisou o filme “Promessas”, exibido pouco antes, mostrando que o diretor se “valeu de alguns ângulos de abordagem para produzir a reflexão que o próprio título do documentário já sugere. Em alguns momentos é ele próprio que cria as situações incomuns (que sem sua participação não ocorreriam) a exemplo do encontro entre crianças israelenses e palestinas em um campo de refugiados palestinos, ou nas entrevistas com aquelas crianças que não transpõem o afastamento para se encontrarem”.

Daniel Douek

“Em outros momentos”, prosseguiu Douek, “o diretor mostra situações nas quais ele também é espectador e não tem o poder de intervir, a exemplo das cenas da visita da família do palestino detido em uma prisão israelense”.

Daniel acrescentou que, “se de um lado o filme ressalta os impasses, também coloca a utopia da solução do conflito na mão dos mais jovens, abrindo brechas para sua superação”.

O palestino Ualid Rabah, também viu aspectos positivos na busca pela paz preconizada pelo diretor, mas alertou para alguns aspectos que não lhe passaram despercebidos: “Em primeiro lugar é omitida, em absoluto, a presença dos palestinos cristãos na sociedade palestina, além disso as forças políticas ressaltadas no documentário, Hamas e Frente Popular, são forças que não advogam a solução dos Dois Estados. A vertente histórica representada pelo Fatah, por exemplo, não se apresenta”.

“Fica uma sutil sensação de que a intransigência é palestina e tem caráter religioso e isso, além de não ser real, é perigoso”.

 

SOLUÇÕES

 

“Neste aspecto”, ressaltou Ualid, “não pode haver paralelo ou simetria entre ocupante e ocupado. Falamos em paz mas, seja qual for o debate para a alcançarmos, isso implica em tratarmos de assuntos como o do direito dos refugiados ao retorno, o fim dos assentamentos israelenses em território palestino, entre outras questões que nos desafiam”.

 Ualid

Para ele, “a questão palestina não é, nem nunca foi, uma questão religiosa; não é uma questão de visão. Ela resulta da ação colonialista e sua solução se dá – assim como coube a outros povos – na luta pelo fim deste colonialismo que implica em ocupação e pela realização do direito do povo palestino à autodeterminação”.

Ao final de sua participação no debate, Ualid retomou a crítica do uso distorcido e nocivo da religião de forma a gerar a manutenção do conflito: “Vemos com apreensão a visão do falso messianismo propalado pelos neopentecostais, que em sua negação da história, atribuem exclusividade aos judeus na posse do território palestino. Uma visão que reforça a islamofobia e o antissemitismo, exacerba os preconceitos e, assim, atende a interesses colonialistas e que é extremamente prejudicial e perigosa para os judeus, assim como para os palestinos, sejam eles muçulmanos ou cristãos”.

 

SUPERAÇÃO

 

O colaborador do IBI, finalizou sua intervenção voltando a trazer a questão de que “os filmes exibidos na mostra apresentam um aspecto central: para além do conflito, que surge em primeiro plano entre Israel e Palestina, há uma luta no seio destas duas sociedades, hoje fraturadas. A aliança entre as forças que portam as concepções em favor da superação do conflito é o caminho para a integração e a paz”.

O presidente da Umes, Lucas Chen, encerrou a mostra agradecendo a participação dos debatedores e afirmando considerar “muito feliz a iniciativa que proporcionou estas exibições, assim como este debate. Uma iniciativa que nos estimula a outros eventos que, como este, são da maior importância para que a nossa juventude compreenda as raízes deste conflito e, com base nisso, acredite na possibilidade da paz e de sua superação. O sucesso dessa mostra, com certeza, nos levará a outros eventos sobre este tema”.

Do Jornal Hora do Povo

 

Veja a íntegra do debate na nossa Página no Facebook

 

WhatsApp Image 2019-12-02 at 18.55.00

Carteirinha da UMES

 

Doc Estudante 2019 UMES fte Alta Cartaz
 
 

Cultura

 

CPCUmesFilmes Logo fundo branco

 

  

Parceiros 

sptrans

 

  

casa mestre ananias

  

 

Fique bem informado

 

hp

 

 logo

 

 

jornaldausp

 

 

 portal do bixiga 

 

 

pornoimpala.info pornopingvin.com
Yurtdışı Eğitim Makedonya Avrupa Üniversitesi Makedonya Eğitim Saraybosna Üniversitesi Saraybosna Üniversitesi Saraybosna Üniversitesi Saraybosna Üniversitesi Saraybosna Üniversitesi Bosna Hersek Üniversiteleri Bosna Hersek Üniversiteleri Bosna Hersek Üniversiteleri Bosna Hersek Üniversiteleri Bosna Hersek Üniversiteleri Travnik Üniversitesi Travnik Üniversitesi Travnik Üniversitesi Saraybosna Üniversiteleri Makedonya Üniversiteleri Struga Üniversitesi Kiril Metodi Üniversitesi Bulgaristanda Eğitim Bulgaristanda Eğitim Bulgaristan Üniversiteleri Bulgaristan Üniversitesi Bulgaristan Üniversiteleri Ukrayna Üniversiteleri Ukrayna Üniversiteleri Ukraynada Üniversite Ukrayna Üniversiteleri Malta Dil Okulları Gürcistan üniversiteleri Gürcistan Eğitim Malta Dil Okulu Malta Nerede ingiltere Dil Okulları ESE Malta Dil Okulu Лазерна Епилация Пловдив Лазерна Епилация Пловдив Лазерна Епилация Пловдив Лазерна Епилация Пловдив