facebook INSTA

“Weintraub e Bolsonaro recuaram mas não desistiram de implodir o Enem”, denuncia presidente da UMES-SP

Chen-protesto

 

No último dia 19, o Senado aprovou o Projeto de Lei (PL) 1.277/2020, que prevê o adiamento do Exame Nacional do Ensino Médio (Enem), em decorrência da situação emergencial causada pelo coronavírus, até que seja concluído o ano letivo dos estudantes. A proposta foi apresentada diante da intransigência do ministro da Educação bolsonarista, Abraham Weintraub, de rediscutir o calendário da prova.

Após a derrota no Senado, o governo recuou e o Instituto Nacional de Estudos e Pesquisas Educacionais Anísio Teixeira (Inep), confirmou o adiamento, apontando que a prova deverá ser realizada entre 30 e 60 dias após a data prevista inicialmente, 1º e 8 de novembro. 

Para o presidente da União Municipal dos Estudantes Secundaristas de São Paulo (UMES-SP), Lucas Chen, o adiamento da prova é necessário, mas, não pode ser uma desculpa para que o governo impeça a realização do Enem 2020.

“Precisamos garantir a entrada dos estudantes na Universidade. Em tempos como esses, não podemos dar brecha para dúvidas e margem para erros, pois o governo Bolsonaro é contra o Enem. Imagina então realizar duas provas do Enem 2020 no ano de 2021?”, disse o estudante ao defender o projeto de adiamento do Enem aprovado no Senado.

Em entrevista à Hora do Povo, Lucas Chen, critica ainda a postura do governo de ignorar a gravidade da pandemia e não oferecer nenhum apoio aos estudantes brasileiros. “O interesse é fingir que não estamos no meio de uma pandemia para forçar a volta precipitada às aulas e aos postos de trabalho”, ressaltou.

Veja abaixo:

O governo insistiu em manter o calendário do Enem, sem levar em consideração a pandemia de coronavírus que o país enfrenta. Por que o calendário não deveria ser mantido?

A situação da pandemia no Brasil é grave e ainda bastante incerta. Enquanto isso, o Presidente da República insiste em negar a ciência e sua visão obscurantista impede maiores esforços para sairmos desta crise. Bolsonaro vai na contramão do mundo inteiro desrespeitando as medidas de controle e combate ao vírus. Afinal de contas, para ele é só uma “gripezinha”.

Não sabemos ainda como o Brasil estará daqui seis meses. Por isso mesmo esticar o prazo do Enem é a garantia de poder realizá-lo. . 

Weintraub só recuou após o governo sofrer derrota unânime no Senado. O que o projeto determina? Isso é diferente do que propõe o governo?

A votação no Senado foi avassaladora sobre a posição do desequilibrado que se apossou da Presidência da República. Apenas certa extensão do Bolsonaro votou contra o Projeto, e deste nós já esperamos que faça de tudo para bagunçar e desorganizar o Brasil. O que eles queriam mesmo é fingir que não estamos no meio de uma pandemia e forçar às aulas retornarem.

O Senado tomou uma decisão muito importante e acertada ao definir que o adiamento deve respeitar o ano letivo. Esta é uma questão que não estava sendo suficientemente considerada pelas entidades nacionais de estudantes e, portanto uma limitação da bandeira do “Adia ENEM”.

Parabenizamos o esforço dos senadores e a clareza sobre a questão, afinal, precisamos garantir a entrada dos estudantes na Universidade. Em tempos como esses, não podemos dar brecha para dúvidas e margem para erros, pois o governo Bolsonaro é contra o Enem. Imagina então realizar duas do Enem 2020 no ano de 2021?

O governo está propondo que sejam realizados dois tipos de prova: a presencial e o “Enem digital”. Qual seria o prejuízo disso acontecer?

Essa história de Enem Digital parece uma grande sacanagem, duas provas diferentes, portanto com graus de dificuldade diferentes, para comparar candidatos à mesma vaga... Acho que compromete a avaliação e o sistema de ingresso dos estudantes, e vocês sabem que a tática de Bolsonaro e Weintraub é criar problemas para implodir o Enem. Mas, como como ninguém está falando isso, prefiro estudar melhor o assunto...

Prova única e a mesma para todos, já foi testada e retestada, não tem esse risco.

Em muitos estados os estudantes estão com aulas presenciais suspensas e se adaptando ao conteúdo à distância. Como garantir que os estudantes das escolas públicas tenham condições de prestar o Enem?

A desigualdade e a defasagem na educação ficou exposta e aguçada no momento da pandemia. Por óbvio, nossa educação que carece de professores, não teria condições de implementar um modelo de educação que garantisse o aprendizado durante a quarentena. Sem contar a falta de acesso de um terço da população à internet, espaços próprios para estudo, computadores, enfim… Quantas famílias grandes não dividem apenas um ou dois cômodos em casa?

Acho que o principal é garantir um reforço e uma recuperação de todo este conteúdo. Quando as aulas presenciais retornarem, os governos estaduais e municipais deverão ampliar o investimento nas escolas para não considerarmos 2020 um ano perdido. A ampliação da carga horária em mais uma ou duas aulas ao dia pode ser uma solução neste sentido, mas esta medida só poderá ser bem sucedida com a soma dos esforços de todas as parcelas da sociedade: estudantes, familiares, professores, direções e Estado, para definir o plano de recuperação do tempo que passamos em quarentena.

Nossa luta é sem dúvida para garantir o futuro e atender o sonho da juventude de entrar na universidade. Nem a pandemia, nem Bolsonaro podem nos impedir de conquistar o nosso lugar por direito. Não tenho dúvidas que esta juventude que sonha por um amanhã melhor e uma sociedade livre dessas e outras desigualdades sairá da quarentena muito disposta a lutar e reconstruir tudo que foi perdido e destruído pelo coronavírus. Nos colocamos à disposição dos esforços nacionais para defender a vida de nosso povo e construir o Brasil de nossos sonhos.

Publicado no Jornal Hora do Povo

Carteirinha da UMES

 

Doc Estudante 2019 UMES fte Alta Cartaz
 
 

Cultura

 

CPCUmesFilmes Logo fundo branco

 

  

Parceiros 

sptrans

 

  

casa mestre ananias

  

 

Fique bem informado

 

hp

 

 logo

 

 

jornaldausp

 

 

 portal do bixiga 

 

 

pornoimpala.info pornopingvin.com
Yurtdışı Eğitim Makedonya Avrupa Üniversitesi Makedonya Eğitim Saraybosna Üniversitesi Saraybosna Üniversitesi Saraybosna Üniversitesi Saraybosna Üniversitesi Saraybosna Üniversitesi Bosna Hersek Üniversiteleri Bosna Hersek Üniversiteleri Bosna Hersek Üniversiteleri Bosna Hersek Üniversiteleri Bosna Hersek Üniversiteleri Travnik Üniversitesi Travnik Üniversitesi Travnik Üniversitesi Saraybosna Üniversiteleri Makedonya Üniversiteleri Struga Üniversitesi Kiril Metodi Üniversitesi Bulgaristanda Eğitim Bulgaristanda Eğitim Bulgaristan Üniversiteleri Bulgaristan Üniversitesi Bulgaristan Üniversiteleri Ukrayna Üniversiteleri Ukrayna Üniversiteleri Ukraynada Üniversite Ukrayna Üniversiteleri Malta Dil Okulları Gürcistan üniversiteleri Gürcistan Eğitim Malta Dil Okulu Malta Nerede ingiltere Dil Okulları ESE Malta Dil Okulu Лазерна Епилация Пловдив Лазерна Епилация Пловдив Лазерна Епилация Пловдив Лазерна Епилация Пловдив